Depoimentos

Humberto Mattiello

Eng da Computação - UFSCAR

Alemanha

21/07/2008 a 20/07/2009 <br /> 1 ano

Sou estudante de engenharia de computação, e tive a oportunidade de realizar um estágio remunerado pela IAESTE na minha área, trabalhando como desenvolvedor Java, na cidade alemã de Lüneburg. O estágio teve duração de um ano, e durante esse período pude não apenas vivenciar a experiência profissional, como conheci muitos lugares e pessoas dentro da Alemanha e em alguns outros países da Europa.
A cidade de Lüneburg é fantástica, uma cidade com 1000 anos de história e que no séculos XV e XVI alcançou prosperidade invejável, devido à produção de sal e a participação no rico comércio da Liga Hanseática. Com a sorte de não ter sido, como outras cidades alemãs, destruida na segunda guerra mundial, essa cidade de 72000 habitantes possui um centro histórico muito legal e preservado. Também é uma cidade universitária, o que proporciona todo um agito à cidade, com festas, bares voltados para os estudantes, esportes, etc. O tamanho da cidade permitia ir a qualquer lugar tranquilamente de bicicleta. 
Também me impressionou muito a cultura e a educação dos alemães. O tratamento sempre muito respeitoso, a pontualidade generalizada, a organização, o planejamento e a limpeza das cidades é impressionante. As viagens de trem por toda Alemanha são uma experiência fascinante para quem gosta de viajar, como eu. 
Na Europa também existe uma facilidade muito grande para conhecer outros países do continente, tendo-se um visto da área Schengen. Existem vôos baratos, fáceis, sem complicações de vistos. Isso possibilitou que eu pudesse conhecer lugares europeus que eu sempre havia sonhado, como Veneza, Roma, Paris, Praga... e muitos outros!
Uma outra parte da viagem que vale a pena mencionar foi ter conhecido a neve. Presenciei várias durante o inverno, e para quem nunca tinha visto foi fascinante! Durante alguns dias no auge do inverno, a superfície do rio Ilmenau chegou a congelar parcialmente. Com roupas adequadas, passa-se as temperaturas negativas sem quaisquer problemas. E dentro de todas as casas há aquecedores, então não se passa frio. E passei muito bem sim o natal, que é aquele típico do hemisfério norte, com frio, noite, as comidas típicas alemãs de natal, a neve caindo pela janela e tudo isso foi impressionante!
Posso dizer que foi um dos melhores anos da minha vida. Primeiro pela experiência de vida que é conviver e conhecer outras culturas, em especial a cultura alemã, que sempre admirei e foi o foco da minha procura por estágio no exterior. Segundo, pela experiência profissional que adquiri nesse estágio, que é um ótimo acréscimo ao meu currículo. Além da oportunidade de desenvolver a conversação nos idiomas alemão e inglês. 
Voltei para o Brasil com toda essa bagagem e fiz ainda alguns bons amigos lá, com os quais continuo mantendo contato. Pessoas dos mais diversos lugares do mundo, pois lá, nos eventos da IAESTE se tem contato com outros estudantes que vêm de todos os lugares. Além da oportunidade de conhecer outras cidades alemãs nesses eventos!
Por tudo isso trata-se de uma experiência inesquecível!

Veja Também: