Depoimentos

Anderson da Silva Campos

Engenharia Civil - Cen. Un. Augusto Motta

Alemanha e Sérvia

Junho a Setembro de 2015

 Após a indicação do programa IAESTE por um amigo que também participou no ano anterior, fiz minha inscrição e comecei a participar de forma ativa e intensa a fim de conseguir o maior número de pontos possíveis. Após divulgação das vagas fui selecionado para estagiar na Universität Kassel, na Alemanha na área de Engenharia Civil. Contudo, meu objetivo era ficar três meses e como esta vaga era de apenas dois, quando divulgaram as vagas remanescentes, escolhi mais uma vaga no Jaroslav ?erni Institute, em Belgrado na Sérvia.

Foram duas experiências completamente diferentes, mas ao mesmo tempo sensacionais. Na primeira etapa na Universität Kassel, onde trabalhei com dois estudantes de mestrado, um alemão e outro de Kosovo, o trabalho era desenvolvido em um laboratório de asfalto. Com eles aprendi um pouco da língua alemã, além de aprender muito sobre asfalto reciclado e desenvolvimento de produtos a base de betume. A adaptação na Alemanha foi muito rápida e isso me ajudou quando eu fazia as viagens dentro do país. Apesar de não ser um centro, Kassel é uma cidade cheia de encantos, a Universidade possui em média 25.000 estudantes e muitos deles estudantes internacionais de todas as partes do mundo.

Na segunda etapa dei adeus à Alemanha e fui para Sérvia, um país de idioma e cultura completamente diferentes. Confesso que me assustei no início, mas com o tempo me adaptei e comecei a gostar do país. Neste estágio trabalhei com um grupo de pessoas maior, todos os funcionários do instituto, onde aprendi muito sobre pesquisa científica. O instituto é um dos responsáveis pelo desenvolvimento de técnicas e metodologias voltadas para os recursos hídricos, uma referência no leste europeu.

A IAESTE local me apoiou deu todo o suporte necessário durante minha estadia na Sérvia.

Como eu tinha que regressar ao Brasil tão logo encerrasse meu estágio, aproveitei para viajar aos finais de semana, tanto na estadia na Alemanha como na Sérvia e ao todo visitei 8 países e 13 cidades diferentes.

Esta experiência foi ímpar, e além de me aperfeiçoar como profissional, trabalhando e conhecendo a realidade de outros países, há sempre a evolução como pessoa, pois há necessidade de conviver com pessoas de culturas muito diferentes, em um país até então desconhecido, conversando praticamente 100% do tempo em inglês, mas tudo isso é sensacional.

Por fim, agradeço a ABIPE e IAESTE Brasil pela oportunidade e apoio incondicional durante os preparativos para participação no programa!

Veja Também: